HOME  ::     ::  
   segunda-feira, 22 de julho de 2019

Recursos Minerais no Estado de Minas Gerais


     Existem na natureza cerca de 2.500 minerais com mais de 10.000 variedades e 1600 rochas já foram identificadas. De todo esse universo o homem utiliza, aproximadamente, 300 substâncias minerais consideradas úteis. Apenas uma dessas substâncias é comida pelo homem, a halita ou cloreto de sódio - sal de cozinha natural.
     Se olharmos em nossa volta verificaremos que 80% do que usamos é proveniente do solo ou subsolo. O cimento com a brita e areia, os metais, os fertilizantes, o asfalto, os combustíveis fósseis - petróleo, carvão e gás, as pedras preciosas, as cerâmicas e vidros, os minerais industriais e outros utilizados pelo homem.
      A vasta literatura geológica, os livros de Mineralogia e Economia mineral citam a existência de três centenas de minerais úteis, mas não as definem e relacionam. Em intenso trabalho de pesquisa bibliográfica e consultas, conseguimos relacionar a quase totalidade dessas substâncias. Em cada uma mostramos o que são, sua composição química e o uso principal. Não entramos em variedades, existem cerca de 150 minerais de cobre, por exemplo, mas apenas 8 são utilizados como minério de cobre. Nas pedras preciosas relacionamos as principais ou básicas, assim por exemplo, o citrino, a ametista e o morion, mineralogicamente são quartzo, mas há outras variedades de pequena importância não incluídas. As gemas derivadas do Berilo são muitas, por exemplo.
      Acreditamos que o presente trabalho será útil para os estudantes de Geologia e Engenharia de Minas, engenheiros e técnicos de um modo geral e os industriais consumidores dessas substâncias minerais úteis.