HOME  ::     ::  
   sexta-feira, 23 de agosto de 2019
Module Border Module Border
  Base Sindical 

Atualmente representamos mais de 140 empresas, Se destacando algumas, como:

ArcelorMittal, Belgo Bekaert Arames, Estrutural Industrial, Fertiligas, Mecmon, Fusomec, GSL (Galvanizações Santa Luzia), Indústria Mecânica Del Rio, Poliforma Industrial, Sermatec, Eminas e Dautry Empacotadora Ltda por participarem ativamente nas decisões com representantes na diretoria executiva.
Module Border Module Border
Module Border Module Border
  RSE ARCELORMITTAL 

 

 

 

Cidades da solda
De olho na formação profissional de jovens em situação de risco social, a Fundação ArcelorMittal Brasil acaba de lançar seu mais novo programa, o Cidades da Solda. As atividades serão desenvolvidas em Juiz de Fora (MG), onde serão capacitados cerca de 60 jovens por ano para trabalharem como soldadores e maçariqueiros.

O evento de lançamento foi realizado no último dia 20, com a presença dos parceiros ArcelorMittal Juiz de Fora, Belgo Bekaert Arames, ESAB, Prefeitura Municipal de Juiz de Fora, Votorantim Metais, Senai, White Martins e Programa de Mobilização da Indústria Nacional de Petróleo e Gás Natural (PROMINP), além dos 16 alunos da primeira turma do curso. As aulas começam ainda este mês e seguem até fevereiro de 2010.

As atividades serão realizadas no Centro de Formação Profissional José Fagundes Netto, do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). A grade curricular é composta por 280 horas de aulas sobre solda e conteúdos transversais, como cidadania e empreendedorismo.

A meta do programa é promover a inserção de, pelo menos, 50% dos alunos no mercado de trabalho. "A demanda por mão de obra especializada em solda é bem alta, principalmente em municípios com grande concentração industrial, como Juiz de Fora. O Cidades da Solda vai facilitar a entrada dos jovens nesse mercado", afirma Zulmira Braga, gerente de Educação da Fundação ArcelorMittal Brasil.

 

Ensino de qualidade
 Programa Ensino de Qualidade (PEQ) se tornou política pública em alguns municípios de atuação da ArcelorMittal com a sua metodologia voltada para melhora da educação e diminuição da repetência e evasão escolar. Foi assim em Vespasiano (MG), entre 2000 e 2004, quando o programa foi incorporado ao sistema de ensino municipal. Agora, o PEQ está de volta a cidade, a partir de uma negociação entre a prefeitura, a Fundação ArcelorMittal Brasil, a empresa de consultoria Projecta e a BMB/ BBA.

O programa será implementado por meio da capacitação de educadores de toda a rede municipal. Durante dois anos, mais de 50 professores participarão de encontros mensais focados na gestão e nas práticas pedagógicas das escolas. Eles irão atuar como multiplicadores do conteúdo em suas unidades de ensino e ao final do processo, receberão certificados de pós-graduação reconhecidos pelo MEC.

Em Cariacica (ES), o programa já está na etapa final. A formação dos educadores será concluída em novembro, após 20 jornadas de capacitação. Em Feira de Santana (BA), o curso foi encerrado no princípio do ano e a diplomação do grupo acontece no final de outubro.

Neste mês, o programa será iniciado em São José do Goiabal (MG), em parceria com a Fundação Pitagóras, da mesma maneira como é desenvolvido em Senador Modestino Gonçalves (MG). 

Especialização em cultura
Depois de Juiz de Fora, chegou a vez de Bom Despacho (MG) receber um curso de pós-graduação voltado para a área cultural.  A partir do mês que vem, artistas, agentes culturais e educadores do município serão capacitados para analisar o setor de arte-educação e desenvolver projetos ligados ao tema.

A pós-graduação terá a certificação da Escola Guignard, da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) e conta com o patrocínio da ArcelorMittal. Com duração de 14 meses e carga horária de 380 horas/ aula, a iniciativa tem o apoio da prefeitura de Bom Despacho e da ArcelorMittal Bionergia, que atua no município.

Bom Despacho é a sexta cidade do país a receber um curso de especialização em arte e cultura. Uma conquista que ajudará a promover o desenvolvimento e a valorização da identidade cultural local, como já acontece em Juiz de Fora, cuja primeira turma se forma no final do ano.

As inscrições para o curso de Bom Despacho podem ser feitas até o dia 30 de outubro na Secretaria de Cultura do município, localizada na Praça Irmã Albuquerque, 45, Centro. O telefone para contato é (37) 3521- 4206.

Module Border Module Border

Module Border Module Border
  Links 

Module Border Module Border